Bem EstarCorpo e Mente

O sono da beleza é mito ou verdade? Saiba se interfere na aparência!

Que dormir é bom para o bem-estar e para a saúde, todo mundo já sabe. Mas você sabia que ele pode interferir em nossa aparência também? Pois é, o tão famoso sono da beleza existe e ajuda muito a regular a vivacidade da nossa pele, diminuir olheiras e promover muitas outras vantagens ao nosso organismo.

Isso pode ser percebido e reafirmado quando ficamos muito tempo sem dormir. O cabelo fica fraco e oleoso, o rosto fica mais opaco e as olheiras aparecem, olhos leitosos, boca mal hidratada, entre outras coisas.

Isso acontece porque, quando temos poucas horas de sono, nosso organismo não consegue repor as energias, vitaminas e minerais para o bom funcionamento do corpo. Além disso, a mente não descansa e também não prepara os neurônios para receber novas informações de um novo dia.

Fadiga, exaustão mental e aparência cansada são só alguns dos resultados mais expressivos, quase que instantâneos ao acordarmos.

Por isso, muito além de regular todos os nossos sistemas para enfrentarmos mais uma série de acontecimentos, um bom sono ajuda a restaurar e manter nossa beleza em dia, aliado a outras práticas – é claro.

Acompanhe o post para saber mais!

Por que dormir mal afeta a aparência? FA explica!

Os vários estudos já realizados sobre o sono, garantem que ele realmente afeta a aparência. Mesmo sem ler ou pesquisar sobre isso, apenas por vista, já podemos observar que uma pessoa que dorme menos sempre aparenta uma expressão cansada, bolsas sob os olhos, postura mais fadigada, enfim, sinais físicos claros.

Isso acontece porque, quando não descansamos o suficiente, os hormônios do estresse são produzidos em larga escala, fazendo com que os vasos fiquem mais constringidos, o que dificulta a distribuição do rosto, assim temos uma face mais pálida e opaca, além de inchada.

Com o crescimento do cortisol em nosso organismo, a melatonina diminui, o que resulta em um sono péssimo e nem um pouco restaurador. Isso se dá, também, porque o relógio biológico fica desregulado, então, menos hormônio do sono.

E o pior: menos colágeno. O nosso relógio biológico, ou ciclo circadiano, é o responsável por proteger a produção dessa proteína. Então, dificilmente a pele ficará firme e bem estruturada sem isso.

Além disso, quando o dormir não está tão profundo, não entramos completamente e com eficácia na regeneração celular.

A somatropina, mais conhecida como hormônio do crescimento, é uma das grandes responsáveis por estimular o crescimento das células. Por meio da hipófise, ela é secretada para o corpo, combatendo o envelhecimento, deixando a derme bem hidratada e com saúde.

Se há uma falta do hormônio, isso, no fim, remete ao quê? A uma pele velha, não renovada, sem brilho e sem viçosidade.

A falta do sono de beleza traz muitas desvantagens, não é? Por isso, é preciso conhecer um pouco mais da sua importância para, realmente, levá-lo a sério e manter uma rotina bem regrada.

A importância do sono da beleza: adeus, feição cansada

Além de deixar a pele com aparência mais vida, bem nutrida e brilhante, ter esse soninho para restaurar a beleza deixa os olhos mais bonitos também. Sabe quando vemos alguém cansado, ou nós mesmos, e pensamos “olhos sem vida!”, então, é o que a falta de descanso faz. Com uma boa noite de sono, os olhos ficam mais despertos, reluzentes e relaxados.

O sono de beleza leva beleza no nome, porque realmente tem efeito na aparência! Pense só: duas pessoas para você avaliar, uma descansada e a outra que passou a noite toda acordada. O comum é julgar a que está mais desperta como mais bonita e saudável, não é? Porque, normalmente, ela não terá bolsas nos olhos, a pele estará mais “limpa” e brilhante, entre outras coisas.

Ah, mas eu durmo muito e não acho a minha aparência descansada. Bem, infelizmente, não é bem assim que as coisas funcionam. Estamos falando aqui de uma boa noite de descanso, não aqueles sonos de 12/14 horas ininterruptas. Nada em excesso faz bem, mesmo o sono. O normal de um adulto é de 7 a 9 horas por dia.

Assim, você deve encontrar uma rotina que se adeque às suas necessidades e que mantenha seu relógio biológico bem regulado. Dessa forma, o corpo vai se acostumar e entrar nos eixos e será muito mais fácil recuperar aquelas horinhas perdidas aos poucos do que exagerar e dormir um fim de semana inteiro, por exemplo.

É claro que na fala é tudo muito certo, mas, na prática, nem sempre dá certo. Muitas pessoas têm problemas de insônia ou pensam muito e perdem minutos ou horas preciosas ali por causa da ansiedade que a mente cria.

Mas, nessas horas, você pode tentar praticar a terapia do sono. Cada caso tem suas particularidades, porém pode funcionar. Existem muitos hábitos que são prejudiciais, cabe a você pesquisar um pouco mais sobre cada e evitar para, assim, ver se a sua qualidade de sono melhora.

Além disso, ter um colchão e travesseiros bons é essencial. Ninguém merece dormir em uma cama desconfortável, com molas espetando ou espuma afundada e com um travesseiro que não contribui nada para a beleza da pele, não é? Escolha os mais adequados para você e desfrute de uma boa soneca.

Ah, e não se esqueça de trocar sempre as roupas de cama, principalmente as fronhas, que entram em contato com o couro cabeludo e com a face. Esses tecidos podem acumular gordura, células mortas e ácaros. No mínimo, uma vez por semana devem ser lavados para reduzir as chances de ter uma derme menos saudável.

Então, o que achou? Respondeu suas dúvidas? Conte para nós nos comentários! E compartilhe com os amigos e familiares, principalmente aqueles mais cansados, quem sabe eles não melhoram com um bom sono de beleza?! Até o próximo post!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo