Curiosidades do Sono

Desvendando as fases do sono – entendendo o ciclo

O sono é um fenômeno no mínimo peculiar. Tão misterioso quanto prazeroso, enquanto dormimos nosso corpo e nossa consciência passam por diferentes momentos dentro de ciclos. 

Essas fases do sono têm cada uma a sua importância para a qualidade do nosso descanso físico e mental e, além de fascinantes, também é importante conhecer cada uma das fases para podermos ter mais consciência sobre a saúde do sono dos outros e do nosso próprio.

Afinal, quais são as fases do sono?

As diferentes etapas que compõem o nosso sono ajudam a regular diferentes aspectos do corpo e da mente.

Dizemos que o sono possui ciclos porque cada uma das etapas se complementa e, ao final do sono REM, voltamos às primeiras fases, repetindo a sequência, formando um ciclo que se repete em média 4 a 5 vezes por noite, de acordo com o número de horas que reservamos à noite.

Os ciclos de fases do sono duram em média 90 minutos, mas costumam se alongar mais conforme os ciclos vão crescendo, chegando aos 100 a 110 minutos.

Sono Leve 1

Essa é fase inicial do sono, que passa a acontecer assim que nos deitamos na cama. 

Aos poucos, as funções do corpo vão diminuindo de intensidade: a temperatura do corpo começa a abaixar, a musculatura, especialmente facial, começa a relaxar.

Apesar de o estado de vigília começar a diminuir, ainda ficamos relativamente ativos e sensíveis aos barulhos e luzes no ambiente. Essa fase costuma durar uma média de 10 minutos.

Sono Leve 2

Entre as fases do sono, essa costuma ser a mais prolongada. No sono leve 2, apesar de ainda estarmos em um estado relativamente leve de sonolência, as funções gerais do corpo já estão chegando em uma fase de “poupar energia”.

Com isso, o nossa postura vai mudando aos poucos, o sistema nervoso começa a relaxar de verdade e o trabalho dos neurotransmissores comuns do sono começa a acontecer.

Essa fase do sono costuma durar em torno de 20 a 25 minutos, e nele já estamos menos vigilantes e mais preparados para as fases mais profundas de nosso sono;

Sono pesado 1

Como o nome da fase sugere, o sono pesado 1 é o momento em que o corpo adota uma postura de relaxamento mais firme de acordo com como você costuma dormir.

Nessa fase a musculatura facial está mais relaxada, assim como a musculatura corporal, é nessa fase em que acontece um relaxamento mais profundo do corpo e seu sistema começa a trabalhar em atividade de regeneração física.

É muito menos provável que algo te acorde durante essa fase, mas nela você não tem sonhos.

Fase R.E.M. do sono

Essa é a fase do sono em que muitas coisas acontecem: enquanto nas outras fases a atividade cerebral vai diminuindo gradativamente, aqui ela aumentar, por vezes, à um nível como se estivéssemos acordados.

R.E.M. é a sigla de Rapid Eye Movement, ou <Movimento Rápido dos Olhos>, pois nesta fase a intensidade da atividade cerebral faz com que movamos os olhos, a boca e tenhamos espasmos e outras reações.

Tudo isso porque o cérebro está fazendo um complexo e misterioso trabalho de regeneração, que tem um impacto muito grande no humor, especialmente. O sono R.E.M. é muito importante para a sensação psíquica de bem-estar, e a ausência dessa fase, delicada de se atingir para alguns, pode ter impactos graves na saúde e no humor.

O sono R.E.M. costuma durar em torno de 10 minutos, e também costuma aumentar sua duração conforme os ciclos vão se passando. É nele que muitos fenômenos curiosos do sono acontecem, como o sonambulismo, o terror noturno e diversas outras manifestações do sono.

Como funciona a ordem das fases do sono

Apesar de começar com a sequência ordinal apresentada na lista acima, nós geralmente não vamos direto para do sono profundo ao sono R.E.M.

O mais comum é que comecemos com um sono leve, que fica mais intenso, então entramos em sono profundo, depois passamos por outra fase de sonos leves, pois o sono R.E.M. é um tipo de sono muito leve, devido ao volume de atividade cerebral.

Mas muitas pessoas podem ter fases mais longas e outras mais curtas, assim até como deficiências grandes na qualidade de alguma delas.

Diversas doenças e componentes podem afetar a qualidade do sono, interrompendo ou impossibilitando a completude do sono, como a apnéia do sono, que, por causa das constantes interrupções na respiração, também acabam acordando a pessoa, interrompendo a progressão das fases do sono e recomeçando o sono por fases diferentes.

Muitos remédios também afetam, tanto a qualidade quanto a ordem das fases. O álcool, por exemplo, costuma levar a pessoa direto ao sono mais pesado, sem a preparação necessária do corpo, enquanto outros remédios podem causar sonhos muito intensos e fases R.E.M. mais longas ou mesmo breves.

Conforme os ciclos do sono vão sendo concluídos, recomeçamos as fases e vamos mudando a intensidade e a facilidade em chegar em cada uma delas, mas tudo isso também tem uma forte relação com a qualidade de nosso sono, tanto com a qualidade do organismo, em relação ao consumo de substâncias e condições patológicas quanto condições emocionais e também a qualidade física do sono, que é influenciada diretamente pela qualidade do colchão e do travesseiro que usamos, se são adequados de fato. 

Vale a pena cuidar de qualidade de todos os aspectos de nossa qualidade de vida, e tudo começa e termina com uma boa noite de sono. Na F.A. Colchões você encontra os melhores colchões e travesseiros, ideais para suas necessidades físicas, e aqui em nosso blog, segue acompanhando as melhores dicas e curiosidades sobre a saúde do sono, basta assinar nossa newsletter!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo