Dormir Bem

Como escolher o travesseiro ideal? Guia F.A. Colchões

Depois do colchão, o travesseiro é o elemento mais importante para uma noite de sono revigorante, saudável e agradável, sem interrupções ou dores. Esse item é tão pessoal e delicado que há quem simplesmente não consiga dormir quando o travesseiro muda: muito baixo, muito alto, muito denso, muito fofo… os fatores são muitos, e todos importam!

Aqui, no blog da F.A. Colchões, a gente entende o valor de uma noite bem dormida e queremos te ajudar a encontrar o travesseiro ideal para o seu corpo, seja qual for a posição em que você prefere dormir. Confira o post e veja tudo o que você precisa observar na hora de comprar o seu travesseiro novo! 

Pense sempre no alinhamento adequado da sua coluna

Como bons mamíferos, passamos grande parte de nossas vidas dormindo. Se considerarmos que um indivíduo comum dorme 8 horas diárias durante seus 71 anos, a expectativa de vida média estimada para o brasileiro, temos quase 24 anos em horas de sono. É muito tempo para se passar na posição incorreta, não é?

Cuidar do alinhamento da coluna ao dormir é muito relevante, em especial se considerarmos que a anatomia dessa estrutura tão necessária passa por poucas e boas nos períodos em que estamos acordados. Já notou que pouquíssimas espécies de animais andam de maneira ereta sobre as pernas traseiras, como nós fazemos?

Esse traço tão importante para o nosso sucesso como espécie cobra um preço alto das nossas vértebras, que são constantemente pressionadas umas contra as outras pela gravidade.

Ao dormir, temos a oportunidade de deixar a coluna descansar. Para isso, porém, ela deve estar bem alinhada, com o suporte adequado para que nenhuma vértebra sofra estresse ou pressão desnecessária. As vértebras do início da coluna são as mais exigidas, e precisam de cuidado especial – é aí que entra o nosso amigo travesseiro, tão importante para criar o suporte perfeito do pescoço e da cabeça.

Uma posição adequada das vértebras cervicais durante as horas de sono pode prevenir uma série de problemas cruciais para sua qualidade de vida. Dentre eles:

  • Torcicolo (ou cervicalgia);
  • Dor cervical constante;
  • Dores de cabeça;
  • Cervicobraquialgia (quando a má postura provoca lesões temporárias nos nervos, e as dores do pescoço se irradiam pelos ombros, braços, chegando às mãos e dedos);
  • Apneia obstrutiva do sono;  
  • Insônia.

Regras básicas para a escolha do seu travesseiro

Como vimos nos parágrafos acima, nosso principal objetivo na escolha do travesseiro deve ser o suporte adequado da coluna e da cabeça durante as horas de sono. Seu travesseiro deve sempre se encaixar de maneira confortável ao pescoço e à base do crânio, segurando o peso da cabeça para que ela não fique “pendurada”.

As vértebras devem permanecer em descanso, alinhadas, sem realizar força nem serem pressionadas. Por isso um travesseiro muito baixo ou molengo demais pode não ser o apoio que você precisa para manter a cabeça suportada ao longo da noite. Precisa compensar a altura do travesseiro com o seu braço? Pode ser que o travesseiro esteja fino demais.

Um travesseiro muito alto também é um problema. A altura inadequada pode fazer com que o pescoço se dobre para frente (para quem dorme de costas), para o lado (para quem dorme de lado) e para trás (para quem dorme de bruços). Essa inadequação é a campeã nas causas de torcicolo e dor cervical. Cuidado!

Também devemos lembrar que a escolha do travesseiro é muito pessoal e sutil. Experimente, faça testes e conheça alguns modelos diferentes. Sinta qual deles oferece um apoio mais confortável e alinhado, avaliando a qualidade do seu sono com cada um. Uma boa postura costuma resultar em uma boa noite de sono: você vai sentir a diferença!

Leve em consideração a posição em que você prefere dormir

Cada indivíduo tem aquela postura preferida durante a noite. Pois saiba que o seu travesseiro pode ser adaptado para dar um suporte mais adequado de acordo com cada posição do sono.  

Para quem dorme de barriga para cima: 

Para aqueles que dormem na “posição do soldado”, virado para cima, o ideal é que o travesseiro seja denso o suficiente para segurar o peso da cabeça, que em adultos pode pesar de 7 a 8 quilos. Cuide para que o travesseiro não fique alto demais, fazendo com que a cabeça se incline para frente. Uma boa opção são as versões de alta resiliência, que se adaptam aos contornos da cabeça sem afundar de maneira excessiva. Lembre-se que, ao se deitar, os ombros devem ficar para fora do travesseiro.

Para quem dorme de lado:

Aos que dormem de lado, o ideal é que o travesseiro compense o espaço entre o ombro e a cabeça. A altura perfeita para o acessório, portanto, muda de pessoa para pessoa. Hoje, existem versões anatômicas que dão o apoio necessário ao pescoço sem elevar demais a cabeça, ideais para manter o ângulo raso entre pescoço e coluna. 

Nessa posição, um segundo travesseiro entre as pernas pode ser muito interessante para aliviar as pressões no quadril. Já conhece os inovadores travesseiros de corpo? Eles são peças compridas que podem ser abraçadas e usadas como apoio entre os joelhos, super confortáveis. 

Para quem dorme de bruços:

Dormir de bruços é bastante estressante para a sua coluna. Se for impossível evitar essa posição, opte por um travesseiro de baixa espessura e densidade leve, confortável para a face. Se preferir, poderá usar um segundo travesseiro logo abaixo do peito, para evitar a pressão no abdome.   

Quer saber mais sobre as diferentes posições para dormir e como elas influenciam a sua saúde? Temos um post exclusivo sobre o assunto: “Você sabe qual a melhor posição para dormir? Entenda”. Passe por lá e aperfeiçoe a qualidade do seu sono! 

Travesseiros precisam ser trocados periodicamente!

Há quanto tempo você não faz a troca dos seus travesseiros? Há mais de um ano e meio? Se sim, é hora de comprar um conjunto novo. Mesmo que higienizados com cuidado e cobertos por uma capa protetora adequada, os travesseiros antigos já não conseguem realizar seu trabalho da melhor maneira. A espuma e as demais estruturas de que são feitos podem ceder e não oferecer o suporte necessário para sua cabeça e pescoço.

Está na dúvida sobre o estado do seu travesseiro atual? Alguns pontos podem ser observados para te ajudar a decidir pela troca ou manutenção do acessório. Troque seu travesseiro se notar que:

  • Ele conserva o formato da sua cabeça de maneira constante.
  • Ao ser pressionado, ele não retorna ao formato original.
  • Ele apresenta manchas. 
  • Ele apresenta odor.

E aí? Descobriu se o seu travesseiro atual é o mais adequado para o seu corpo? Já sabe qual tipo de travesseiro vai comprar? Conte tudo nos comentários! As suas contribuições e experiências nos ajudam a criar conteúdos cada vez mais interessantes e ricos para a sua qualidade de vida! Vem discutir com a gente.

Para mais conteúdos ricos que podem te ajudar com a sua rotina de sono, permaneça ligado(a) nas postagens do nosso blog e não deixe de seguir a F.A. Colchões no Instagram. Em nosso perfil você fica sabendo dos detalhes dos nossos produtos, conhece promoções e projetos, além de conferir dicas rápidas para ter noites mais revigorantes. 

Nos vemos por lá. Até!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo