Bebê e CriançaDormir Bem

Saiba como escolher um travesseiro para recém nascido ideal

O sono dos bebês é bem diferente da rotina de uma criança de 5 anos e de um adulto, mas as diferenças acabam por aí, pois eles precisam de um ambiente escuro, um lugar confortável para deitar, uma roupa que não incomode, assim como um travesseiro.

No entanto, o travesseiro para recém nascido não é tão recomendado nos primeiros dias de vida, porque os pequenos precisam deixar a coluna e o pescoço bem estabilizados, já que não possuem força muscular para isso ainda. Além disso, os adultos precisam cuidar para que não haja nenhum acontecimento desagradável, como engasgos, entre outras coisas.

Mas, assim que os pais sentem que os bebês já estão se mexendo e virando bem, estão começando a ter mais força para virar, mexer a cabeça e os ombros, o acessório pode, sim, ser colocado no berço.

Dito isso, como escolher o modelo ideal para o seu bebê? Se você não sabe, a Feliz Acordar vai apresentar alguns modelos e dar informações extras para te ajudar nisso. Acompanhe o post para saber mais!

Por que colocar um travesseiro? Quais são as recomendações?

Quando falamos de sono para os bebês, é uma coisa unilateral: se o bebê dorme bem, os pais também dormem. Por isso, é normal que os pais tentem tornar o berço ou a cama muito confortável, comprando um bom colchão, colchas e lençóis de qualidade, enfeitá-lo com bichinhos de pelúcia e outras coisas, além de colocar um pequeno travesseiro.

Porém, nem sempre isso é o mais adequado, visto que a criança pode acabar se machucando e até se sufocando com tantas coisas.

Sendo assim, o travesseiro gera algumas dúvidas, afinal, o acessório não deve ser como os dos adultos. Geralmente, é um modelo pequeno, próprio para que o pescoço dos bebês não fique machucado, sustentando-o bem, devendo preencher todo o espaço entre a parte do corpo e o colchão.

Para escolher o certo, é preciso, primeiro, consultar o pediatra da criança para que ele possa recomendar qual é o melhor. E conhecer antecipadamente os modelos é um passo à frente até chegar à escolha certa, não é?

Modelos de travesseiro para recém nascido

Assim como os modelos de adulto, os travesseiros para recém nascido também possuem designs e funcionalidades diferentes. Confira os mais conhecidos:

Anti-sufocante

Esse modelo é o mais indicado para pais que têm medo que o bebê sofra de asfixia durante o sono. O seu design é cheio de furos para que o ar possa passar sem problemas e para que o bebê o respire bem. E se há dúvidas quanto ao seu conforto, os pais podem ficar tranquilos, porque ele é projetado especialmente para os pequenos.

Memória

Esse é ideal para proteger bem a cabecinha do bebê, pois é redondo, anatomicamente confortável. Além disso, eles possuem uma tecnologia chamada Airflow, a qual aumenta o ar. Ainda, por ter esse formato, ele pode diminuir os impactos da Plagiocefalia.

Anti-refluxo

O modelo anti-refluxo tem um design levemente inclinado, que foi aprovado por pediatras e mantém o bebê mais elevado, mais especificamente sua cabeça e tronco, para que a respiração seja mais fácil, assim como a digestão. Esse é ótimo para pais preocupados que possuem bebês com predisposições a refluxos ou que já possuem e têm medo de deixá-los dormir no berço normal.

Independente de qual tipo seja, o mais recomendado para os pequenos possuem dimensões diferentes dos modelos para adultos, geralmente entre 30 cm por 40 cm, além de uma espessura bem mais fina, na casa dos 5 a 7,5 centímetros.

De toda forma, também não podem ser moles como os tradicionais, a sua estrutura deve ser firme e com pouco tecido, para que os pequenos não se sufoquem.

Além disso, conforme a criança cresce, o travesseiro também tem que ser substituído, tudo para que o sono dela seja cada vez mais profundo e para prevenir dores e outros desconfortos. Se você não conhece todos os tipos de travesseiro, temos um post especial, dê uma conferida depois!

Cuidados essenciais com o travesseiro de bebês!

Para garantir a saúde do bebê, os travesseiros devem ser bem cuidados, assim o pequeno não desenvolve alergias, problemas respiratórios e outras doenças. O primeiro cuidado é sempre higienizar o travesseiro casualmente, tudo da maneira certa para evitar a proliferação de ácaros.

Se o travesseirinho tiver fronha, essa deve ser sempre trocada, ao menos uma vez na semana, assim também evita que o bebê fique doente.

Além disso, é preciso posicionar o travesseiro do modo certo para que ele não fique nos ombros do bebê, mas sim sustentando o pescoço e a cabeça. Deixar nos ombros faz com que os pulmões sejam pressionados e que a coluna do pequeno fique torta.

E mais importante do que tudo, não coloque o bebê sobre o travesseiro, isso é um prato de mão cheia para a morte súbita e sufocamento.

Com esses cuidados, a criança cresce com boa saúde e dormindo bem desde cedo. Você sabia disso tudo sobre os travesseiros para recém nascido e bebê? Pois é, são informações essenciais, por isso consulte sempre o pediatra do bebê quando houver dúvidas sobre mobiliários e acessórios infantis.

Para conferir mais assuntos sobre o sono, não deixe de nos seguir. Toda semana tem conteúdo fresquinho no blog!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo