Bem Estar

Saiba o que é sonoterapia, para que serve e benefícios à saúde

A sonoterapia é um dos inúmeros métodos existentes para melhorar a qualidade do sono e o bem-estar geral das pessoas, trazendo benefícios não só para a saúde mental, mas física também, sem a necessidade de remédios.

Como o nome mesmo já diz, é uma terapia que utiliza o sono para remover todas as toxicidades existentes no corpo que fazem com que o dormir seja totalmente desconfortável, sem proporcionar o descanso necessário.

Além disso, ela também tem a capacidade de melhorar nosso ciclo circadiano, curar a insônia, auxiliar nos diversos tratamentos para a depressão e em quadros de ansiedade. E não para por aí! Bruxismo, apnéia, síndrome das pernas inquietas e muitos outros problemas que afetam o bem-estar e a qualidade do sono também podem ser descobertos.

Mas o melhor de tudo é que ela não é feita de apenas uma maneira, é uma terapia que considera as individualidades e o problema de cada pessoa. Assim, ela pode ser feita de duas formas: pelo sono profundo ou pelo cognitivo e comportamental. Entenda mais sobre cada uma delas:

Tipos de sonoterapia: destrinchando o método

O método feito através da indução do sono profundo é muito cotado para pessoas que precisam desintoxicar todo o corpo para se livrar daquele cansaço exacerbado ou do pouco sono, que prejudica o dormir.

Para isso, são utilizados alguns medicamentos durante 14 dias para que a pessoa durma entre 18 e 20 horas por dia. Mas em casos mais graves, isso pode ser estendido. O profissional acompanhará todo o processo, conferindo o que causa os problemas do sono e quais os possíveis tratamentos.

Para o modelo cognitivo-comportamental, as pessoas ideais são aquelas que possuem algum tipo de distúrbio, como a clinomania, apneia e outros.

Assim, o profissional da saúde verifica as particularidades da pessoa, conferindo quais são as práticas erradas e pensamentos nocivos que causam a falta de sono, trabalhando juntamente com o paciente em uma mudança de hábitos. Ele pode encaminhar o paciente tanto para o modo individual de tratamento quanto para o coletivo.

Como surgiu a sonoterapia? Descobertas que mudam o mundo

Quando falamos no método que utiliza a indução para o sono profundo, sua origem se dá no começo do século XX, por um especialista em psiquiatria chamado Scottish Neil Macleod, em Xangai. A descoberta surgiu em um cenário que fazia diversos experimentos medicamentosos para que alguém dormisse.

Assim, um dos medicamentos mais utilizados na época se tornou o brometo e, logo em seguida, o metilsulfonil. Alguns anos depois, o método já estava sendo utilizado para tratar pessoas esquizofrênicas.

Mais 15 anos depois, na década de 30, ela continuava sendo usada em distúrbios que prejudicavam não só o sono, mas a atividade cerebral das pessoas, como depressão e ansiedade. Assim, com todos os resultados positivos, mais testes foram realizados com outras medicações, chegando até o que há nos dias atuais.

Agora, quando falamos do segundo modelo do método, que estuda o comportamental e o cognitivo, sabe-se que o seu surgimento foi entre os anos 60, nos Estados Unidos.

Aaron Beck, também psiquiatra, criou uma terapia que interliga diversos aspectos do comportamento e do próprio pensar para melhorar não só a qualidade do sono e eliminar a insônia, mas que também alivia os sintomas, muda hábitos e ajuda no tratamento, até mesmo, da depressão.

Ferramentas usadas nos tratamentos da terapia do sono

Como já dito, cada paciente tem suas particularidades e seus problemas de sono, por isso, as ferramentas utilizadas em cada caso também podem mudar. Por exemplo, pessoas que fazem parte do modelo medicamentoso consomem sedativos indicados e podem fazer cromoterapia.

Além disso, outros procedimentos também podem ser realizados, como CPAP, BiPAP, eletroencefalograma – que vai medir a atividade cerebral durante o sono – e muitos outros!

Já aqueles que usufruem da cognitiva-comportamental são expostos a estímulos ambientais, higiene do sono, restrição do sono e muitas outras coisas. Cabe ao profissional que acompanha o caso indicar os melhores tratamentos.

Benefícios da sonoterapia para o corpo

Como um método utilizado para melhorar toda a qualidade de vida, principalmente através de um bom sono, há muitos benefícios relacionados à terapia do sono, tais como:

  • descanso físico e mental;
  • sono de qualidade;
  • redução do estresse e ansiedade;
  • reposição de energia;
  • mais disposição e saúde;
  • prevenção e controle de outros distúrbios.

Considerando cada especificidade, o médico receitará os melhores remédios ou o método mais eficaz em cada caso. No final de tudo, se tudo for realizado corretamente e se o paciente responder aos tratamentos, há uma melhora em todo o corpo tão significativa que fica até difícil acreditar, mas são apenas as maravilhas da medicina!

Em resumo, pode-se dizer que esses tratamentos são muito vantajosos, porque não só farão com que você durma melhor como incentivará hábitos que sejam saudáveis tanto para sua mente quanto para seu corpo.

Você já ouviu falar da sonoterapia? Aqui no blog Feliz Acordar, temos alguns conteúdos que contam muito sobre os distúrbios do sono e o que os causam, não deixe de navegar pelas páginas e conferir!

E para mais conteúdos como esse, venha toda semana, sempre tem conteúdo novo! Até o próximo post.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo